Ar condicionado inverter: tudo o que você precisa saber

Caio Alves - 16/08/2019

Como instalar energia solar na sua casa ou empresa

Caio Alves - 16/08/2019

Iluminação adequada: como fazer para cada ambiente

Caio Alves - 16/08/2019
ar-condicionado-eco-inverter-elgin-min
como instalar energia solar
iluminacao-adequeda-dicas-elgin

Qual a importância de se ter iluminação adequada em cada ambiente da casa? 

Na hora de decorar, todo mundo se preocupa com os móveis, objetos decorativos e pintura. Mas nunca se pensa sobre a iluminação e o peso que ela pode ter na decoração, e no conforto proporcionado por ela. 

As lâmpadas têm um papel muito mais importante do que apenas dar luz ao ambiente, e é por isso que uma iluminação merece muito mais reconhecimento no momento de decorar. 

Iluminação não é apenas sobre gosto pessoal ou um simples enfeite, vai muito além disso. Lâmpadas possuem características técnicas por uma razão, que é criar um ambiente mais agradável de acordo com o seu uso.

Antes de tudo, é importante entendermos alguns conceitos que pertencem ao mundo da iluminação. 

Cada lâmpada possui seu Fluxo Luminoso, a Temperatura de Cor e o  Índice de Reprodução de Cor (IRC) que interferem diretamente em sua funcionalidade e na sensação transmitida por ela. 

Mas o que são esses termos? 

O Fluxo Luminoso é a quantidade de luz emitida por uma fonte luminosa em todas as direções. É medido em lumens (lm).

A temperatura de cor refere-se à aparência de cor de luz que é expressa em unidade de temperatura (Kelvin). Quanto mais quente é uma luz, mais baixa é a sua cor e quanto mais fria, mais alta. 

O Índice de Reprodução de Cor indica o grau de fidelidade com que a fonte de luz reproduz as cores daquilo que ilumina. Funciona em uma escala de 0 à 100, sendo 100 a mais alta reprodução de cores. 

Por que é importante ter uma iluminação adequada? 

Antes de começar a decorar um ambiente, é preciso planejar tudo. Pensar em todas as características e para quê ele vai ser usado.

Quando vamos arrumar um quarto, sabemos que é necessário colocar uma cama, um armário, um espelho e um criado mudo. Mas e quanto a luz? Geralmente é colocado uma lâmpada qualquer ou aquela que achamos mais atraente. 

Não é o recomendado, já que a iluminação interfere na segurança, na amplitude do espaço e na sensação térmica. 

A luz é um dos fatores mais importantes em um ambiente, e uma iluminação inadequada pode causar vários problemas, até mesmo de saúde. 

Problemas de saúde causados pela má iluminação

Por mais estranho que seja, a iluminação também pode criar problemas de saúde, físicos e psicológicos. 

Muitos fatores podem levar a esses problemas. O nível alto ou muito baixo de luz, a distribuição incorreta da intensidade luminosa, a cor da luz que pode impactar o emocional e dificultar a visão e muitos outros. 

Como consequência desses fatores, surgem algumas doenças causadas pela má iluminação. 

1 – Problemas de pele

Você já ouviu alguém dizendo que devemos passar protetor solar até para ficar dentro de casa ou escritório? Essa situação se aplica em alguns casos. 

Alguns tipos de luzes presentes no ambiente interno também emite raio UVA e UVB, bem como o calor. A lâmpada fluorescente é a maior emissora de raios, já que ela simula a luz do sol. 

Como resultado de contato excessivo com esse tipo de iluminação surgem manchas na pele, envelhecimento precoce e até mesmo câncer de pele. 

2 – Cansaço visual

Dependendo do tipo de iluminação usada no ambiente, acabamos forçando as vistas, o que pode causar fadiga visual. Podendo causar dor, coceira, dor de cabeça e outros sintomas.

O motivo disso é porque a luz pode estar em quantidade excessiva ou insuficiente, o que gera uma sobrecarga nos olhos. 

3 – Irritação nos olhos

Esse é um dos problemas mais recorrentes causados pela iluminação inadequada. Engana-se quem pensa que só a luz dos monitores e smartphones que irritam os olhos, a iluminação do ambiente também pode ser uma grande vilã. 

Quando o ambiente possui uma luz intensa, podem aparecer sintomas de ardor, vermelhidão, dores e incômodo. 

A iluminação adequada para cada ambiente: dicas práticas

Cada ambiente exige uma iluminação diferente, que favoreça a realização de atividades referentes a aquele lugar dentro da casa. 

Uma lâmpada com a cor fria não é a melhor opção para ter no quarto, por exemplo. Esses pequenos detalhes podem ser resolvidos a partir do momento que passamos a entender o objetivo de cada ambiente e a característica de cada tipo de luz. 

Confira o tipo de iluminação adequada para cada ambiente!

Iluminação para sala de estar e jantar 

iluminacao-adequada-sala-de-estar-jantar-elgin

A sala de estar e jantar são espaços muito importantes. Normalmente o primeiro é o espaço mais usado da casa, enquanto no segundo é onde se realiza as refeições.

Ambos podem ser considerados ambientes essenciais para uma família, já que é nesses lugares em todos se reúnem para conversar, receber os amigos, passar o tempo e se alimentar. 

Em um ambiente tão versátil quanto a sala de estar, é preciso ter cuidado e investir em uma iluminação mais aconchegante, com luzes de cor quente, amarelas. Para conseguir um toque vintage e ao mesmo tempo moderno nesses ambientes, você pode optar por lâmpadas halógenas ou de filamento de carbono.

A sala de jantar é um local sagrado, é importante trabalhar uma iluminação que valorize a refeição, com um alto IRC. Além disso, os pendentes ou lustres ficam muito bem nesse ambiente. 

Iluminação aconchegante para os quartos 

iluminacao-adequada-quarto-elgin

O quarto é um ambiente particular, que é exclusivo para momentos de descanso e intimidade. Por isso é importante colocar uma iluminação mais acolhedora. 

O mais indicado para esse cômodo são as lâmpadas dimerizadas, que podem ter a intensidade do seu brilho regulado. Uma luz com cor mais quente também pode ajudar no relaxamento. 

Outra dica, é usar pontos de luz direcionada, que podem ajudar na leitura. Nesse caso, abajures são muito úteis. 

Iluminação para cozinha 

iluminacao-adequada-cozinha-elgin

Ter uma boa iluminação na cozinha é indispensável, principalmente na área em que os alimentos são preparados. Nesse ambiente lidamos com fogo, faca e outros itens perigosos, por isso a importância de ter um cômodo claro e funcional. 

As lâmpadas de LED são as melhores opções para se usar na cozinha, pois costumam ter uma temperatura de cor fria, proporcionando mais claridade e brilho ao ambiente.

Iluminação ideal para o ambiente de trabalho ou estudo

iluminacao-adequada-escritorio-elgin

 

Para quem tem um home office ou uma área de estudo, sabe que é necessário ter um ambiente que ajude a ter foco e ser produtivo

O uso de uma iluminação de cores frias, de cores brancas, podem ajudar o ambiente. Nesse caso, o ideal é usar lâmpadas de LED tubulares. 

Além disso, é importante evitar o uso de lâmpadas refletoras, pois ela podem ofuscar a tela do computador. 

Iluminação para o banheiro

iluminacao-adequada-banheiro-elgin

No geral, o banheiro é um ambiente que necessita de uma iluminação clara, de preferência uma luz natural ou alguma lâmpada, que simule a luz do sol. 

No espelho, o ideal é colocar uma luz difusa ou indireta, para ajudar em atividades como a maquiagem e o barbear.

Iluminação para o jardim e áreas externas

iluminacao-adequada-jardim-area-externa-elgin

Nos corredores e trajetos é essencial colocar uma iluminação adequada, pois é o caminho por onde as pessoas irão passar. São partes que necessitam de uma iluminação acolhedora e segura. 

Não existem muitas obrigatoriedades para se usar na parte externa, principalmente no jardim. Vale trabalhar bastante a criatividade, tanto no jardim como na frente da casa e garagem. 

Iluminação quente x iluminação fria

temperatura-de-cor-elgin

Na hora de escolher uma iluminação adequada para cada ambiente, precisamos escolher uma lâmpada que tenha a temperatura de cor recomendada. 

A temperatura de cor é medida em graus Kelvin (K). Quanto maior for o número, mais fria é a cor da lâmpada.

Como vimos anteriormente, cada ambiente necessita de um tipo de iluminação. Em uma sala de jantar, é recomendado uma lâmpada com uma temperatura quente, mais amarelada..

Se o indicado é uma luz fria, então você deve optar por uma com a temperatura mais alta. Caso o indicado seja o oposto, deve ser uma com temperatura mais baixa. 

Quando a temperatura da cor é baixa, é chamado de branco amarelo ou morno, fica entre 2000K e 3500K. Uma temperatura mais neutra, chamada de branco neutro, fica entre 4000K e 4500K. Já uma temperatura de cor alta, branco frio, varia entre 5000K e 6500K. 

A iluminação quente é aquela que vemos em lâmpadas incandescentes, de filamento de LED e filamento de carbono. Ela possui uma cor mais amarelada. Esse tipo de iluminação costuma ser usado em quartos, salas de estar e de jantar. A temperatura ideal para esse tipo de iluminação é de até 3500K.

A iluminação fria é encontrada em lâmpadas fluorescentes, possuem uma cor mais azulada e são bem mais claras. Ideias para ambientes que necessitam de concentração e foco. A temperatura de cor desse tipo de iluminação é acima de 5000K. 

Tipos de lâmpadas e para que servem

Para encontrar uma iluminação adequada, é preciso conhecer todos os tipos de lâmpada e quais as características de cada uma.

Conhecendo os modelos, fica muito mais fácil de aplicar o conhecimento na hora de decorar a sua casa. 

Lâmpadas Incandescentes

lampada-incandescente-elgin

Esse tipo de lâmpada ainda é a mais comum nas residências brasileiras. É considerada um dos modelos mais antigos do mercado. 

Para quem não quer um alto consumo de energia, não é a mais recomendada, já que ela precisa gerar muito calor para funcionar, fazendo com que também aqueça no ambiente. 

Além disso, a lâmpada incandescente possui uma eficiência luminosa muito baixa. Ou seja, ela gasta muito e ilumina muito pouco. 

As lâmpadas incandescentes estão caindo em desuso pois foram proibidas no Brasil pelo INMETRO, resultado do alto consumo de energia elétrica por esse tipo de lâmpada.

Lâmpadas de LED 

lampada-led-elgin

As lâmpadas de LED podem ser consideradas a melhor opção no mercado. Além de não emitirem calor, elas são bem mais econômicas que os outros tipos, podendo economizar até 90% em energia. É praticamente o oposto da lâmpada incandescente.

É um modelo extremamente versátil, podendo ser encontrada em diversos formatos para utilizar em ambientes variados. 

Esse tipo de lâmpada tem um preço um pouco maior, mas isso é compensado pela sua vida útil, que costuma ser longa, um ótimo custo-benefício. 

Lâmpadas Halógenas 

lampada-halogena-elgin

As lâmpadas halógenas são muito parecidas com as incandescentes, funcionam da mesma forma. 

A grande vantagem dela, é a economia de até 30% de energia, em relação à incandescente. Isso acontece pois esse modelo consegue recuperar o calor emitido. 

Elas reproduzem fielmente a cor, é ideal para destacar decorações e usar na sala de estar para tornar o ambiente mais aconchegante.

Lâmpadas de Filamento de Carbono

lampada-filamento-de-carbono-elgin

As lâmpadas de filamento de carbono têm um apelo mais decorativo, unindo o estilo vintage com modernidade. O modelo é inspirado no mesmo criado por Thomas Edison no final do século XIX. 

Seu maior charme é o filamento de carbono, existem diversos modelos com desenhos diferentes no filamento. 

Vale lembrar que ela é incandescente, portanto gera muito calor e tem pouca eficiência luminosa. Mas para quem quer algo mais econômico, já existe a lâmpada de filamento de LED

O principal objetivo dessa lâmpada é ser um acessório de decoração, e é isso que a diferencia dos modelos anteriores. 

Onde encontrar as melhores opções de produtos de iluminação

Na hora de comprar, escolha uma marca consolidada e de qualidade. A Elgin é uma empresa brasileira com mais de 65 anos, que está entre as 5 marcas mais vendidas no segmento de iluminação. 

De acordo com George Blum, presidente da Associação Brasileira de Fabricantes e Importadores de Produtos de Iluminação (Abilumi), cerca de 90% das lâmpadas LED no Brasil são importadas

Na contramão dessa estatística, a Elgin inaugurou em Manaus, a sua fábrica de iluminação de lâmpadas de LED.

 

Conclusão: não existe segredo para ter uma iluminação adequada 

Ter uma iluminação adequada é essencial para criar um ambiente aconchegante e saudável, visto que caso seja inadequada, pode causar problemas de saúde, como: cansaço visual, problemas de pele e irritação dos olhos.

Além disso, a iluminação deve ser muito mais do que apenas estético, deve ser funcional e econômica. Alguns tipos de lâmpadas, como a incandescente, podem dar um pouco de dor de cabeça, já que ela consome muita energia e tem baixa eficiência. 

Lembre-se que ambientes como quartos, salas de estar e salas de jantar é recomendado o uso de uma iluminação com temperatura de cor mais quente, como a halógena e a filamento de carbono ou filamento de LED, para ajudar na decoração. 

Já nos ambientes que exigem mais foco como a cozinha e escritório, opte por lâmpadas fluorescentes e de LED, pois essas possuem cor mais fria. 

Seguindo essas dicas, você terá ambientes bem iluminados, aconchegantes, saudáveis e funcionais. 

Gostou do texto? Confira outros conteúdos em nosso blog e fique por dentro de mais assuntos!